À hora do chá

Às 17h00 horas em ponto Marcelo Rebelo de Sousa, falou ao País. Marcelo “o Professor”, explicou todos os itens do orçamento como  uma aula se tratasse, sentado e com uma expressão amigável. Reforçou que a campanha eleitoral terminou e agora é imperativo fazer o caminho da estabilidade. O conteúdo era o esperado, mas mudou a forma; o Presidente falou para os cidadãos, durante as hora trabalho. Inaugura-s uma nova era na comunicação política.

Angola pelas piores razões. Luaty Beirão foi condenado a cinco anos e seis meses de prisão. O processo envolve 17 ativistas angolanos, que foram considerados culpados dos crimes de “atos preparatórios de rebelião e associação de malfeitores” com penas que variam entre os dois e os oito anos de prisão. Sinal de fraqueza do regime diz o escritor José Agualusa. Será que as coisas vão mudar em Angola.

A extrema direita aproveita tudo. O racismo viu no terror uma oportunidade para subir a palco. Na Bélgica, um grupo de manifestantes invadiu, domingo de Páscoa, a Praça da Bolsa. Gritaram-se slogans anti-imigração, lançaram-se projéteis incendiários contra as forças polícias, caos e destruição.  200 manifestantes, vestidos de negro, alguns com a cara tapada mostram que o problema não só de quem vem de fora. É cá de dentro.