Amnistia internacional usa censura

Dia 12 de março ao clicar nos banners da Adblock os utilizadores da internet serão convidados pela Amnistia Internacional  a ler sobre Edward Snowden, Pussy Riot e Ai Weiwei, pessoas cuja liberdade de expressão tem sido reprimida pelos respectivos governos.

Mensagens de norte-coreanos vítimas de censura online também poderão no seguimento do relatório que a Amnistia publicou e que detalha como Kim Jong-un, o líder norte-coreano, intensificou a censura governamental no seu regime desde que chegou ao poder em 2011.

[bctt tweet=””As autoridades não usam só algemas e prisões mas também ataques mediáticos”, Pussy Riot”]

Trata-se de uma campanha anunciada pela Amnistia Internacional para o Dia Mundial contra a Censura Cibernética. Cada anúncio vai aparecer na forma de banners em vez da publicidade tradicional, nos sites que utilizam este software.

[bctt tweet=””Mesmo que não estejas a fazer nada de errado estás a ser vigiado e gravado” Edward Snowden”]

Adblock tem 50 milhões de utilizadores e é, a par do Adblock Plus, uma das formas mais utilizadas pelos internautas para remover os anúncios dos sites.