Brasileiros em Portugal

Nunca houve tantos estrangeiros a viver em Portugal: são mais de 480 mil

​A quantidade de brasileiros vivendo em Portugal disparou em 2018: uma alta de 23,4% em relação ao ano anterior. As informações foram divulgadas nesta sexta (28) pelo SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras), órgão responsável pela imigração no país.

As conclusões estão no relatório do SEF. Lista das principais nacionalidades residentes no país é liderada pelo Brasil, Cabo Verde e Roménia. Franceses e italianos continuam a ganhar peso. E há um crescimento do número de cidadãos oriundos de África, uma inversão da tendência verificada nos anos anteriores.

É a segunda alta consecutiva, após um período de seis anos de quedas nos números oficiais (de 2011 a 2016).

maior comunidade de imigrantes em Portugal é a brasileiraum em cada cinco estrangeiros a viver em Portugal tem essa nacionalidade (105.423 cidadãos). Mas registou-se um aumento dos pedidos de autorização por parte dos cidadãos bengali(+165,1%), brasileiros (+143,7%), nepaleses (+141,2%), indianos (+127,3%) e venezuelanos (+83,2%).

De acordo com o relatório, nunca houve tantos estrangeiros residentes desde que a série histórica foi criada, em 1976.

Brasileiros em Portugal

A quantidade de cidadãos do Brasil vivendo em Portugal, no entanto, é bem maior do que os 105.423 das estatísticas do SEF. Os números oficiais não consideram como brasileiros aqueles que têm dupla cidadania portuguesa ou de outro país da União Europeia. Além disso, também não entram na conta, por motivos óbvios, quem está em situação irregular. 

Há pelo menos dois anos, as autoridades portuguesas vêm alertando para o aumento do fluxo de imigrantes irregulares, motivado principalmente pela deterioração das condições político-econômicas no Brasil. 

Os brasileiros, especialmente os de menor escolaridade, estão suprindo a necessidade de mão de obra principalmente no setor de serviços, que vem crescendo com o boom do turismo. Em 2019, os lusitanos conquistaram pelo terceiro ano consecutivo o título de melhor destino europeu no World Travel Awards, espécie de Oscar do turismo mundial. 

O crescimento dos brasileiros em portugal também foi acompanhado de um aumento de denúncias de xenofobia e discriminação

O mais recente relatório da CICDR (Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial), órgão de prevenção e combate às práticas discriminatórias em Portugal, indica que as queixas por discriminação étnica e racial cresceram 93,3% em 2018 em comparação ao ano anterior. 

Os relatos de xenofobia contra brasileiros tiveram aumento ainda mais expressivo: 150% em 12 meses.

Fonte: Folha de São Paulo, Público