Comidas de Domingo

Pasteis de bacalhau com arroz de tomate

Arroz carolino feito devagar numa sertã. Estrugidos suaves com azeites da serra cebola e alho. Tomates muito maduros pelados. Lume largo e brando caldo de legumes e um pouco de vinho a despegar a chama, como se fosse risotto mas sem queijo a terminar no sabor único dos coentros.
Depois, na incerteza do congelador de Lisboa, sempre mais mal tratado pelas exigências do trabalho, encontrou-se um pacote de bacalhau desfiado pescanova a mesmo a pedir milagres. Há mais de 10 anos que não me atrevia ao pastel de bacalhau. Convoquei o resto das necessidades: dois ovos, uma cebola jeitosa, três batatas ressentidas, alho e salsa; um bocadinho de puré de batata em pó para garantir a consistência.
Óleo quente em vidro. Duas colher a dançar formas como se se afiassem uma à outra. E hellas! Que é palavra que vai perdendo a fama na forma do tempo que passa.

(null)