E angola qu’ê? Camarada!

Angola ameaça bancarrota na pior altura. Depois do caso Luaty a condenar na imprensa internacional agora tem de pedir ajuda ao FMI.  Os angolanos entregaram disparatadamente a sua economia ao mercado petrolífero e o mercado petrolífero entregou o problema ao FMI. O barril está a ser vendido por 37 dólares e o orçamento de Estado foi feito a pensar em 80. Agora Angola terá que diversificar a sua economia. Mas como? Sem povo. Falam os políticos que é preciso uma mudança de atitude, mas infelizmente será preciso um milagre.

Marcelo deu 150 euros do seu bolso para ajudar portugal a comprar a tela A ‘Adoração dos Magos”, do pintor português Domingos António Sequeira (1768-1837). Deu pouco para não afrontar os portugueses que não têm quase nada. Discretamente diz que vai dar mais. O PR ama a cultura e o seu povo. Dificilmente pode haver melhor. Quem era Cavaco?

O Ministro dos Negócios Estrangeiros diz que é preciso poder fiscalizar a meta data para combater o terrorismo. Até que enfim. O terrorismo coloca  nova questões que não ter respostas antigas. Será que é preciso um atentado em portugal para mudar à pressa a lei que nos prejudica? A minha opinião hoje às 23:00 na Rádio Renascença.

Maria Luís Albuquerque das duas uma: ou é um elefante numa loja de porcelana ou um génio político ? As cartas trocadas entre a ex-ministra e a Comissária Europeia da Concorrência revelam que o seu Governo só pensava em arranjar uma solução para o Banif e trazem uma revelação extraordinária: os prazos foram sendo adiados para “não pôr em risco a saída do programa de assistência financeira”. Passos Coelho até deve ter estremecido…

Na saúde o horário de 35 horas vai custar mais 27 milhões de euros por ano ao SNS. É o custo de mais 1500 enfermeiros e 1000 assistentes operacionais. O ministro disse que há uma almofada de 35 milhões de euros para a necessidade de eventuais contratações e a operação não afeta o orçamento.