Read More

Alegria

[vc_row][vc_column width=”1/4″][text_output]| Era por baixo de nós que desta vez o sol subia no horizonte. Podíamos ser maiores que o tempo, ali, entre o céu e a terra. |   [/text_output][share facebook=”true” twitter=”true” linkedin=”true” title=” […]

Read More

Felicidade

[dropcap] M [/dropcap]etade sonho, metade certo. Branco. Só branco. Tudo branco. Há dias assim, onde num tempo mágico a amizade ganha formas tácteis, perfeitas e incolores. Os corpos preparavam-se, alinhando a alma, arrumando as inquietações, afinando […]

Read More

Tempo

Devolvo à minha memória o teu olhar Foi no ano em que éramos jovens Nós e o nosso amor enfeitado de madressilvas borboletas e mais animais mitológicos Veio o tempo que me empurra e eu […]

Read More

Anil

Pela hora da lua sinto a tua falta. Não há um reflexo que te traga nem luz que te devolva. Partiste. És aura e só memória e contornos indefinidos. Azul, anil, apenas cinza. Sempre passado.

Read More

CASAMENTO DE CONVENIÊNCIA

Queiramos ou não, a escassez mostrou na nossa democracia um significado e uma solidez que ela ainda não tinha tido. Ao fim de três anos Governo e PS conseguiram finalmente ficar de acordo. Nem crises sucessivas, nem […]

Read More

Um “Estado Novo” Velho Demais

[vc_row][vc_column width=”1/4″][text_output]| Ainda a propósito do 25 de Abril – Como um país com elites moribundas é pior que um país sem elite nenhuma. Por isso é que uma democracia, qualquer democracia, é sempre preferível. […]

Read More

Contra o dia da mãe

Ainda não dei os parabéns à minha mãe. Ela não gosta de “dias da mãe” – argumenta sempre “Dia da mãe é todos os dias”. Quando era 8 de dezembro ainda gostava, agora não quer ouvir falar. […]

Read More

Magnífico Mês de Maio

Maio é um mês fantástico. Tem a alegria criadora primavera e a Queima das Fitas. É de Maria e das finais europeias de futebol. Tem exames, dias compridos, algum calor e a promessa do verão. […]

Read More

Extraordinário pode ser normal?

Esta foto pode ser manchete em todos os jornais. À meia hora de jogo, 3-0. Cristiano Ronaldo batia o record, e três mãos portugueses numa celebração histórica – e nem importa se foi combinada – acenaram (encenaram?)  toda a alegria lusitana no […]