Verdade ou consequência

Que dizer de um país onde o Presidente da República faz campanha pelo governo, o governo faz leis que são campanha, a floresta arde e não se vê nas notícias e a justiça continua a marcar a agenda nacional. É o verão quente de 2015.
Também não é caso para tanto. Portugal já não vem na capa da revista Time como acontecia há quarenta anos. Nem o porta aviões americano Saratoga está fundeado no Tejo, nem os canhões estão apontados ao castelo de São Jorge, nem o João César Monteiro (que Deus não guarda porque ele não deixaria) faz documentários de capa e espada sobre Nosferatu; já nem a peste (…)

continuar a ler aqui