Um guião não é literatura

Entrevista “flash” a Anaïs Barbeau-Lavalette no Folio 2017