Jose Cid. vem viver a vida amor

Vem viver a vida, amor
Que o tempo que passou
Não volta, não.

Sonhos que o tempo apagou
Mas para nós ficou
Esta canção

Há muito, muito tempo
Eras tu uma criança
Que brincava num baloiço
E ao pião

Tinhas tranças pretas
E caçavas borboletas
Como quem corria
Atrás de uma ilusão

Há muito, muito tempo
Era eu outra criança
Que te amava ternamente
Sem saber

Vínhamos da escola
E oferecia-te uma flor
Que tu punhas no cabelo
A sorrir

Vem viver a vida amor
Que o tempo que passou
Não volta, não.

Sonhos que o tempo apagou
Mas para nós ficou
Esta canção

Vinte anos mais tarde
Encontrei-te por acaso
Numa rua da cidade
Onde moravas

Ficámos parados
E olhámo-nos sorrindo
Como quem se vê
A um espelho pela manhã

Dei-te o meu telefone
Convidei-te para jantar
Adoraste ver a minha
Colecção

Pelo tempo fora
Continuámos unidos
E cantámos tantas vezes
A canção

Vem viver a vida amor
Que o tempo que passou
Não volta, não.

Sonhos que o tempo apagou
Mas para nós ficou
Esta canção

Daqui a vinte anos
Quando tu já fores velhinha
Talvez eu já não exista
P´ra te ver

Ficas á lareira
A fazer a tua renda
Mas que importa
Se recordar é viver

Há muito, muito tempo
Tu e eu duas crianças
Que brincavam num baloiço
E ao pião

Vínhamos da escola
E oferecia-te uma flor
Que desponta agora
No teu coração

Vem viver a vida amor
Que o tempo que passou
Não volta, não.

Sonhos que o tempo apagou
Mas para nós ficou
Esta canção

Vem viver a vida amor
Que o tempo que passou
Não volta, não.

Sonhos que o tempo apagou
Mas para nós ficou
Esta canção